E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Identidade Visual alavanca notoriedade e impulsiona o faturamento de profissionais na era digital
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site


Nos últimos anos, o mercado de Identidade Visual tem registrado um notável crescimento no Brasil. Crescimento também registrado em empresas que investiram em elementos visuais, já que a Identidade Visual, por si só, é capaz de fazer muito pelo empreendimento.

Usar a comunicação visual para se diferenciar da concorrência é um dos primeiros passos, afinal a visão é o primeiro sentido que as pessoas usam para identificar uma empresa. Um estudo feito pelo Sebrae mostrou que investir em elementos visuais pode gerar um crescimento entre 12% e 40% nas vendas, e tal estudo faz muito sentido pois os elementos visuais são atualmente grande parte da Identidade de uma marca.

A identidade visual por sua vez traz a consolidação das marcas, uma vez que mostra ao consumidor como ele quer ser entendido. Isso tudo traz o diferencial de mercado de uma empresa e por consequência aumento nos lucros e, mais uma vez, consolidação de grandes marcas. O ponto-chave da Identidade Visual é deixar claro o que o negócio tem de melhor, em uma mensagem evidente que pode ser transmitida por uma cor, tipografia, ou desenhos, por exemplo.

Para explicar mais sobre o assunto e esclarecer dúvidas, Stefanie Prestini, fundadora de uma empresa especializada em designer gráfico, responde algumas perguntas.


Quais foram os principais impulsionadores por trás do crescimento do mercado de Identidade Visual nos últimos anos no Brasil?
SP.: Acredito que os principais impulsionadores por trás do crescimento do mercado de Identidade Visual nos últimos anos no Brasil sejam a valorização da imagem das empresas, a inovação tecnológica, a demanda por personalização e a expansão do mercado digital. Esses fatores criam um cenário favorável para o desenvolvimento e a valorização do design como uma ferramenta estratégica de comunicação e diferenciação.
No entanto, eu também acho que existem outros fatores que podem influenciar o crescimento do mercado de Identidade Visual no Brasil, como:
• A diversidade cultural do país, que oferece uma riqueza de referências, estilos e expressões para os profissionais de design explorarem e se inspirarem.
• A consciência social e ambiental que faz com que as empresas busquem soluções de design que sejam sustentáveis, éticas e responsáveis, e que reflitam os valores e as causas que elas defendem.
• A educação e a pesquisa em design, que contribuem para a formação e a qualificação dos profissionais da área, bem como para a produção e a disseminação de conhecimento sobre o tema.
Esses fatores podem representar oportunidades e desafios para o mercado de Identidade Visual no Brasil, e exigem dos profissionais uma visão ampla e crítica sobre o seu papel e o seu impacto na sociedade.

Como você vê o crescimento do setor no país?
SP.: Eu vejo o crescimento do setor de Identidade Visual no país como uma oportunidade para as empresas que querem se destacar no mercado e se comunicar melhor com seus públicos-alvo. Acredito que o setor vai continuar a evoluir e se adaptar às novas tendências e demandas dos consumidores, que estão cada vez mais exigentes e informados. Acho que os profissionais da área devem estar atentos às mudanças e buscar se qualificar e se atualizar constantemente, para oferecer soluções criativas e eficientes para seus clientes. Penso que o setor de Identidade Visual no Brasil tem um grande potencial de crescimento e desenvolvimento, e que pode contribuir para o fortalecimento da economia e da cultura do país.

Considerando o contexto pós-pandemia, você acredita que a exposição profissional vivenciou uma reviravolta digital?
SP.: Eu acredito que a exposição profissional vivenciou uma reviravolta digital no contexto pós- pandemia, pois muitos profissionais tiveram que se adaptar ao trabalho remoto, ao uso de novas tecnologias e à comunicação online. Alguns estudos apontam que essa mudança trouxe benefícios, como maior flexibilidade, autonomia e produtividade, mas também desafios, como maior isolamento, estresse e dificuldade de conciliar a vida pessoal e profissional.
Acredito que os profissionais de saúde, em especial, enfrentaram uma situação muito difícil, pois além de lidar com o risco de contaminação, a sobrecarga de trabalho e o sofrimento psíquico, tiveram que se atualizar sobre as novas formas de prevenção, diagnóstico e tratamento da COVID-19. Alguns profissionais também tiveram que recorrer à telemedicina, que é uma modalidade de atendimento à distância, que pode facilitar o acesso e a qualidade da assistência, mas também requer cuidados éticos, técnicos e legais.
Portanto, eu penso que a exposição profissional vivenciou uma reviravolta digital no contexto pós- pandemia, que exigiu dos profissionais uma capacidade de resiliência, aprendizagem e inovação, mas também demandou apoio e proteção por parte das instituições, dos gestores e da sociedade.

À luz do crescente apelo por uma imagem bem construída, você acredita que uma identidade visual forte e consistente é essencial para diferenciar profissionais no mercado? Isso também pode vir a potencializar o faturamento?
SP.: Eu acredito que uma identidade visual forte e consistente é essencial para diferenciar profissionais no mercado, pois ela é uma forma de expressar a personalidade, os valores e os diferenciais de cada um. Uma identidade visual bem construída pode transmitir confiança, credibilidade e profissionalismo, além de facilitar o reconhecimento e a lembrança dos clientes.
Além disso, uma identidade visual também pode potencializar o faturamento dos profissionais, pois ela pode gerar mais visibilidade, engajamento e fidelização dos clientes. Uma pesquisa realizada pela Design Council, uma organização britânica que promove o design, mostrou que as empresas que investem em design têm um desempenho financeiro superior às que não investem. Segundo o estudo, para cada £ 100 que uma empresa gasta em design, ela pode esperar um aumento de £ 225 em seu faturamento.
Portanto, eu penso que uma identidade visual forte e consistente é essencial para diferenciar profissionais no mercado, e que isso também pode vir a potencializar o faturamento. No entanto, é importante que a identidade visual seja planejada e executada de forma estratégica, levando em conta o público-alvo, o posicionamento e os objetivos de cada profissional.

Links
https://sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/como-usar-a-comunicacao-visual-para-se-diferenciar-da-concorrencia,1cb1563ba1cb6810VgnVCM1000001b00320aRCRD

http://www.designcouncil.org.uk/our-resources/the-design-value-framework/


Quer saber mais?
Acesse http://www.steprestini.com


Serviço:
Sté Prestini – Design Gráfico
Instagram @steprestini
http://www.steprestini.com
+55 (41) 99825-7869

Editorias: Negócios  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: BelPress Comunicação  
Contato: Belyza Loureiro  
Telefone: 41-999775567-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.