E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Juntos na corrida pela e-mobilidade e sustentabilidade: Nico Rosberg torna-se o embaixador da Jungheinrich
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

A Jungheinrich e o piloto Nico Rosberg unirão forças para defender a mobilidade elétrica e a sustentabilidade. O empresário de sustentabilidade e campeão mundial de Fórmula 1, em 2016, representará a Jungheinrich - uma das líderes globais em soluções de intralogística - como embaixador de marca.

\"Nico Rosberg não é apenas um ícone do automobilismo. Como investidor e visionário, ele compartilha a paixão da Jungheinrich por tecnologia sustentável e inteligente para o clima\", explica Lars Brzoska, presidente do Conselho de Administração da Jungheinrich AG.

O ex-piloto de corrida é cofundador do Greentech Festival, uma plataforma global para tecnologias voltadas para o futuro nas áreas de mobilidade, nutrição, agricultura, finanças, moda e energia. Desde sua aposentadoria da Fórmula 1, Rosberg tem sido um defensor proeminente da mobilidade elétrica e do empreendedorismo sustentável.

\"Precisamos de novas visões e tecnologias inteligentes para o nosso planeta. Isso significa impulsionar a eletrificação e a descarbonização em todas as áreas da nossa economia - especificamente na mobilidade\", afirma Rosberg. \"Vou tomar o assento do piloto com a Jungheinrich na corrida para a e-mobilidade.\"

A Jungheinrich conta com a mobilidade elétrica desde sua fundação e é pioneira e fomentadora da inovação da tecnologia de íons de lítio. Exatamente dez anos atrás, a Jungheinrich foi a primeira fabricante de equipamentos de manuseio de materiais do mundo a lançar uma empilhadeira de série com tecnologia de bateria de íon-lítio.

\"Nossa aspiração de criar valor sustentável nos une a Nico Rosberg\", explica Brzoska. \"Nico personifica a nossa dedicação e o nosso trabalho. Ao mesmo tempo, queremos desenvolver ideias em conjunto e trabalhar em inovações e aplicações concretas para soluções de eletrificação, eficiência energética e sustentabilidade, de forma a mostrar o que é possível no armazém do futuro. Com o nosso novo embaixador da marca, Nico Rosberg, vamos tornar este compromisso com os nossos clientes e o público ainda mais central para o nosso trabalho\", finaliza.

EcoVadis

No fim de 2020, a Jungheinrich recebeu, pelo segundo ano consecutivo, a medalha de ouro da EcoVadis, plataforma que avalia anualmente 65 mil empresas de 160 países por suas práticas sustentáveis no setor de engenharia mecânica. A instituição reconheceu o compromisso da Jungheinrich com a proteção ambiental, aprimorada continuamente com a avaliação do ciclo de vida dos produtos de suas empilhadeiras.

Compensação ambiental no Brasil
A Jungheinrich acaba de lançar uma política comercial inédita no Brasil para contribuir com a redução de emissão de gases de efeito estufa. A cada substituição de uma empilhadeira contrabalançada a combustão por uma elétrica Jungheinrich EFG, 20 árvores serão plantadas pela companhia em parceria com a Associação Ambientalista Copaíba.

Sob o mote \"O meio ambiente ganha em dobro\", a ação da Jungheinrich promove o ganho ambiental tanto ao incentivar a troca das máquinas a combustão por elétricas, quanto pela ajuda no reflorestamento da Mata Atlântica. Já o número de mudas por máquina simboliza os 20 anos da Jungheinrich no Brasil, que serão completados em novembro deste ano, e estipula a compensação ambiental progressiva em longo prazo.

\"Queremos oferecer às empresas uma oportunidade adicional para contribuir na redução de emissões de gases de efeito estufa, o que também está em consonância com as boas práticas de ESG. Precisamos nos conscientizar que este compromisso com a redução da emissão de gases não deve estar restrito aos veículos de transporte rodoviário (caminhões, ônibus) mas precisa também ser estendido para o transporte interno das empresas\", explica Vigold Georg, vice-presidente da Jungheinrich para a América Latina.

O executivo ressalta ainda a situação do mercado brasileiro, que sente neste ano a retração da participação de mercado dos equipamentos elétricos. \"Fazendo uma comparação com a Europa, enquanto hoje lá a participação dos equipamentos a combustão representa aproximadamente 18% do total de equipamentos de intralogística, no Brasil ainda gira em torno de 50%. Isto nos mostra que temos uma grande oportunidade na redução de emissões de gases, impactando positivamente no efeito estufa\", afirma Georg.

Para mais informações sobre todos as ações sustentáveis da Jungheinrich, incluindo o Brasil, acesse: http://www.jungheinrich.com.br/

Editorias: Automóveis e Automotores  Esportes  Negócios  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Orlando Oliveira  
Contato: Orlando Oliveira  
Telefone: --

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.