E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




BLS Tech tem soluções de monitoramento adequadas para atender à nova resolução da Anvisa para o transporte de remédios e vacinas
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

O setor de logística para cadeia fria foi consideravelmente impactado nos últimos meses devido às novas resoluções da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a distribuição das vacinas contra a Covid-19 e produtos farmacêuticos. Com ampla experiência no setor, a BLS Tech (Biothermal Logistics Solutions), primeira logtech integradora de soluções 100% focada em cadeia fria, já oferece soluções e know-how em todo esse processo.

Isso significa respeitar a chamada RDC n° 430/2020 desde a saída do produto refrigerado, o armazenamento, o transporte até a entrega no destino final. O Brasil tornou as regras do setor ainda mais rígidas após a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertar formalmente que até 50% das vacinas acabam sendo descartadas em todo o mundo por conta da temperatura inadequada durante o transporte.

Diante disso, a resolução da Anvisa RDC nº 304 foi substituída pela RDC 360/2020 e esta última altera a norma de Boas Práticas de Distribuição, Armazenagem e Transporte de Medicamentos sob a RDC n° 430/2020.

Basicamente, a RDC trata de todo o processo de armazenagem e de transporte para produtos que requerem controle de temperatura, além das permissões de distribuição aos processos de boas práticas de armazenagem e transporte.

A BLS Tech possui soluções para atender ao mercado de cadeia fria de forma completa, por meio de avançados sistemas de acondicionamento e de controle de embalagens térmicas de alta performance, mantas térmicas, dataloggers e serviços de qualificação e de consultoria para modernização dos processos logísticos para toda a cadeia.

“As soluções pay-per-use da BLS Tech são ideais para todas as fases deste processo, com garantia de zero excursão térmica, maior eficiência da operação logística, sustentabilidade no processo como um todo e otimização dos investimentos, já que não fazemos descarte de materiais fora da conformidade exigida”, explica Fábio Martins, CEO e sócio-fundador da BLS Tech.

A estabilidade da temperatura é assegurada por longos períodos, que podem variar de uma semana até um mês, dependendo da faixa de temperatura e do tamanho da embalagem, de acordo com os testes de desempenho para itinerários mais críticos. Para a categoria de 2-8°C, por exemplo, é possível manter a temperatura estável por até 168 horas, fazendo com que todo o transporte não tenha picos ou quedas térmicas. Cada embalagem recebe um código de identificação para garantir o rastreamento, o monitoramento e a segurança dos produtos.

A BLS Tech também se preocupa em como amenizar o impacto ambiental. Por isso, oferece o serviço de locação de embalagens térmicas retornáveis. O maior benefício é a redução de 40% nos custos de acondicionamento e de transporte de produtos farmacêuticos e hospitalares da cadeia fria e de temperatura sob controle, sem oscilação.

Editorias: Negócios  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Orlando Oliveira  
Contato: Orlando Oliveira  
Telefone: --

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.