E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




42 Network é destaque em premiação global focada em universidades com impacto real; Brasil tem duas unidades
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

| Reconhecida pela excelência mundial na formação de programadores, a
42 Network conquistou o Top 100 das Universidades do Mundo com Impacto Real
(World’s Universities with Real Impact, WURI). Além de ocupar a 10ª posição no ranking global, a escola ocupa a primeira posição na categoria Valores Éticos, ficando à frente de universidades como Harvard, Columbia e Yale, em um ranking formado pelas 50 maiores universidades do mundo. No Brasil, a escola tem unidades em São Paulo e no Rio de Janeiro; no mundo, a meta é chegar a 50 campi até 2025.


Paris, São Paulo e Rio de Janeiro | Aclamada pela excelência na formação e reconhecida pelo importante papel social que desempenha em mais de 20 países, a 42 Network anuncia a conquista da premiação Top 100 das Universidades do Mundo com Impacto Real (World’s Universities with Real Impact, WURI). Além de ocupar a 10ª posição no ranking global de 2021, a escola ocupa a primeira posição na categoria Valores Éticos, ficando à frente de universidades como Harvard, Columbia e Yale, em um ranking formado pelas 50 maiores universidades do mundo. No Brasil, a escola tem unidades em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A distinção, ao lado das instituições mais prestigiadas do mundo, reforça a legitimidade de um modelo pedagógico único que continua a ser exportado com sucesso: a 42 Network, lançada em junho de 2019, agora é composta por 35 campi parceiros, sendo duas unidades no Brasil, nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro.

“Estamos extremamente orgulhosos da distinção oferecida pelo ranking WURI. O reconhecimento internacional do impacto positivo do modelo 42 na sociedade e o crescente interesse do mundo pelo nosso modelo educacional demonstram que a tecnologia digital pode ser um poderoso vetor de inclusão, mesmo em regiões menos privilegiadas. Hoje, a 42 Network continua crescendo em um ritmo constante: com 35 campi de parceiros integrados desde o lançamento há dois anos, devemos atingir nossa meta inicial de 50 campi até 2025 muito mais rápido do que o esperado”, afirma a executiva francesa, Sophie Viger, CEO da 42.

Quando a excelência encontra oportunidades iguais
Em menos de dez anos, a 42 se tornou referência no treinamento em TI do mundo, com mais de 12 mil alunos formados em 22 países e 100% de empregabilidade; os resultados demonstram que a diversidade e a inclusão são grandes ativos para o futuro. A formação de excelência para todos, de forma totalmente gratuita, sem exigência de escolaridade e sem limite de idade, atrai uma multiplicidade de pessoas em todo o mundo – governos, autoridades locais, grandes empresas, universidades, benfeitores, entre outros – ansiosas para enfrentar o desafio de uma transição digital mais inclusiva e humana da sociedade.

Enquanto o setor cresce e sofre com a falta de qualificação, a 42 facilita a formação qualificada de jovens, a reciclagem de estudantes e de candidatos a emprego, além de criar caminhos novos para mulheres – até então afastadas das profissões tecnológicas –, permitindo aos alunos adquirirem fundamentos de programação. A escola também oferece a oportunidade de especialização nos campos de dados, inteligência artificial, cibersegurança, web móvel e administração de rede. Compatível com o trabalho em tempo parcial, visa proporcionar a todos as mesmas oportunidades de sucesso, independentemente da sua disponibilidade ou do recorte social.

A formação de human coder
O ser humano – sobretudo a construção de relações e a troca de conhecimento de forma colaborativa – está no centro da metodologia da 42, ou seja, a instituição lidera a tendência da humanização do ensino de tecnologia. Na 42, os alunos devem ser capazes de se adaptar, pensar de forma diferente, a fim de propor soluções inovadoras. Os projetos do currículo são especificamente desenhados para desenvolver essa habilidade. Em vez de seguir linguagens “da moda”, o programa da 42 foca em uma trilha mais profunda de fundamentos em C, seguindo uma sequência lógica que desenvolve 17 habilidades de longa duração. Essas habilidades (aprender a aprender, pensamento crítico, desenvolvimento relacional e solução) também têm o mesmo elemento fundamental: adaptabilidade pessoal, aprendizado, enfrentamento e solução de novos desafios que os membros inevitavelmente encontrarão no dia a dia profissional.

A 42 reúne perfis distintos de participantes. No Brasil, um rapaz de periferia resolveu deixar a profissão de entregador e apostar na 42; uma menina que fazia colheita de café largou tudo para se dedicar tempo integral à 42 e mudar o rumo da sua carreira; um ex-professor de Libras resolveu entrar na tecnologia e em menos de um ano foi contratado por uma empresa de Inteligência Artificial; uma artista-empreendedora, que tinha uma companhia de teatro, em menos de seis meses foi contratada por uma gigante em mobilidade urbana. Esses são alguns dos alunos da 42 São Paulo. Cerca de 30% dos 3.000 estudantes que passaram pela 42 Network empreendem ao fim de sua jornada; do restante, 100% dos estudantes conseguem um bom emprego em empresas de tecnologia. Qualquer pessoa com mais de 18 anos pode fazer parte da 42.

42 São Paulo e Rio de Janeiro
A unidade da 42 São Paulo conta com 500 alunos, sendo 40% em situação de vulnerabilidade social e econômica e 25% de mulheres. Repensar a aprendizagem e a relação entre educação e empregabilidade – e a maneira de estruturar o financiamento de uma nova geração de profissionais altamente capacitados – constitui uma demanda que está sendo cumprida por um negócio social. No Brasil há dois anos, a escola foi viabilizada com patrocinadores como a Fundação Telefônica, Itaú e Fundação Teles.

“A 42 oferece um modelo educacional que ganhou notoriedade internacional por ser muito eficiente no preparo dos alunos com habilidades-chave para o mundo digital, como aprender a aprender, colaborar em ambientes diversos e resolver problemas complexos. Por ser uma rede global na qual os alunos também participam da evolução do ensino, hoje existem milhares de pessoas em mais de 35 campi construindo a 42 – e isso nos traz uma alta capacidade de inovação e adaptação ao mundo digital. Neste modelo, a pessoa aprende de maneira direta a construir softwares, mas a partir daí as possibilidades de desenvolvimento pessoal e de impacto são quase infinitas. No Brasil, nosso objetivo imediato é que o modelo tenha impacto na formação de profissionais preparados para serem líderes na área digital no país – seja por meio do empreendedorismo ou da atuação em empresas estabelecidas. Buscamos tornar o país um importante centro de contribuição para a formação e evolução da rede internacional da 42”, afirma Guilherme Décourt, sócio-diretor da 42 São Paulo.

Na 42 Rio, as expectativas não são muito diferentes das globais, e a missão da unidade carioca é democratizar a educação e contribuir para a formação de profissionais qualificados para o crescente mercado de TI. “Acreditamos no poder de transformação por meio da educação e entendemos o importante papel que temos no desenvolvimento humano e da nossa cidade. Não foi à toa que escolhemos uma região com bastante potencial tecnológico e que abriga diversas empresas do segmento. Estamos bem próximos do Morro da Providência – uma das maiores comunidades do Rio de Janeiro. Queremos preparar profissionais do futuro, mas acima de tudo, esperamos oferecer oportunidades de mudança na vida das pessoas”, afirma Ana Cristina Maia, General Manager da 42 Rio.


Sobre WURI | O Comitê Organizador da Segunda Conferência da Liga Hanseática de Universidades formou uma força-tarefa para preparar um novo sistema de classificação universitária. É intitulado “Universidades do Mundo com Impacto Real (WURI)” e avalia as reais contribuições da universidade para a nossa sociedade. WURI destaca abordagens criativas e inovadoras para a pesquisa e educação universitária que se concentram em quatro pilares: Aplicações industriais (um contraponto a formas tradicionais de contagem de trabalhos de pesquisa e ensino do tipo palestra); Startups que criam valor e empreendedorismo (em vez de um foco tradicional no número de empregos preenchidos); Responsabilidade social, ética e integridade (em vez de enfocar o conhecimento e as habilidades apenas para o sucesso material); e Mobilidade estudantil e abertura (para intercâmbio e colaboração entre escolas e além das fronteiras nacionais, em vez de um sistema independente, mas fechado).

Sobre a rede 42 | Todos os campi parceiros da 42 Network contam com cursos de treinamento em TI totalmente gratuitos, abertos a todos, sem exigência de diploma ou nível de escolaridade, a partir de 18 anos. O método de ensino da 42 é baseado na aprendizagem entre pares: uma metodologia colaborativa que não exige aula nem professor – o que ajuda os alunos a liberar sua criatividade graças ao ensino baseado em projetos. A 42 foi fundada em 2013 com um primeiro campus em Paris, uma vez que a indústria digital francesa precisava de desenvolvedores. Para treinar os talentos mais promissores do futuro, independentemente de suas origens, a 42 está passando pelo desenvolvimento global de uma rede de campi parceiros internacionais, que já incluem Armênia, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Japão, Jordânia, Malásia, Marrocos, Portugal, Rússia, Coreia do Sul, Espanha, Suíça, Tailândia, Holanda, Turquia e Emirados Árabes Unidos. http://www.42network.org/






MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA | 42 São Paulo
Frida Luna Boutique de Comunicação
Betânia Lins betania.lins@gmail.com
Celular: (11) 9 7338-3879

Editorias: Educação  Informática  Sociedade  Teen  Terceiro Setor  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Betânia Lins  
Contato: Betânia Lins  
Telefone: 11-9 7338387-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype: betanialins2
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.