E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Dark Kitchen do Divino Fogão chega a Sertãozinho (SP)
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Divulgação/Divino Fogão
Divulgação/Divino Fogão

Projeto é uma licença para comercializar as receitas tradicionais da rede em cidades que não contam com unidade franqueada

Lançada em 2020, a dark kitchen do Divino Fogão é um projeto focado no delivery para levar as delícias da marca às regiões que não tem unidades franqueadas da rede de comida da fazenda. Em parceria com a Guersola Consultoria, a marca que está há 37 anos no mercado Food Service brasileiro, chega à cidade de Sertãozinho, no interior de São Paulo, com a chamada cozinha invisível.

Administrada por Marco Aurélio Spanó, 57 anos, a operação de delivery da cidade foi implantada em janeiro de 2021. Formado em Gastronomia, o licenciado é pai dos franqueados do Divino Fogão de Ribeirão Preto, também no interior paulista. Ajudando com as operações da franquia, ficou sabendo por meio do seu filho, Daniel Spanó, sobre o projeto de licenciamento de dark kitchen da rede.

“Quando o projeto foi lançado, fiquei interessado em apostar neste novo conceito de negócio. Como já conheço a marca há mais de 12 anos, já que minha irmã e meus filhos fazem parte da franquia, tinha certeza de que era o momento de investir em algo só meu”, comenta Marco Aurélio, que tem o filho como padrinho da cozinha invisível em Sertãozinho.

Para fazer parte como licenciado da marca, Spanó buscou um espaço para criar o negócio focado em alimentação. Com as pesquisas, identificou uma defasagem por marmitarias na cidade e apostou no ramo para ingressar no Food Service. Chamado de Tempero Divino, o estabelecimento iniciou as atividades em dezembro de 2020. “O projeto criado pelo Divino Fogão e a Guersola Consultoria é indicado para empresários que já atuam no segmento de alimentação. Por isso, foi fundamental buscar, anteriormente, um negócio paralelo para implantar a dark kitchen”, relembra.

A escolha por Sertãozinho se deu pela proximidade com Ribeirão Preto e pela falta de opções de grandes redes nos aplicativos de entregas na região. Em junho, a dark kitchen do Divino Fogão comercializa, em média, 340 marmitas. Com três funcionários, Marco Aurélio credita o sucesso do projeto pelo sabor da comida fresquinha e da fazenda e da qualidade das embalagens para o transporte.

O Divino Fogão possui cinco dark kitchens em operação e quatro em processo de implantação. Com investimento inicial baixo, de R$ 8 mil, que é destinado à compra de insumos para produção, embalagem e treinamento, é possível se tornar um licenciado da rede e atuar por meio da cozinha invisível. O faturamento médio mensal é de R$ 20 mil. O intuito do Divino Fogão é chegar até o fim do ano com 50 unidades de dark kitchen em operação.

Editorias: Economia  Gastronomia  Negócios  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: DFreire  
Contato: Beatriz  
Telefone: 11-5505-8922-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.