E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




O emprego como uma função significativa
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Dimas Facioli - diretor da Facioli Consultoria
Dimas Facioli - diretor da Facioli Consultoria

Você já pensou neste assunto? Pois, se este tema já estava entre as aspirações e objetivos dos colaboradores, agora, então, podemos dizer que o advento da pandemia trouxe novo foco para a questão.

Um relatório intitulado \"Protegendo o Futuro do Trabalho\", feito pela Kaspersky, apontou que 53% dos profissionais brasileiros intencionam mudar de emprego – e isso não figura como um sonho a longo prazo, mas para os próximos 12 meses.

E por que mais da metade dos profissionais querem mudar de seus empregos bem no auge de uma pandemia que está castigando o desempenho econômico e restringindo postos de trabalho? Chama muito a atenção a vontade de procurar uma função mais significativa – este foi o terceiro motivo mais citado pelos entrevistados. O estudo diz que “A pandemia global redefiniu as principais tendências de trabalho”. Isso porque as pessoas experimentaram novos modelos de trabalho à distância. E gostaram!

74% não querem voltar à dinâmica do ambiente trabalho anterior à pandemia e 34% não querem mais trabalhar em uma mesa de escritório. O estudo mostra, ainda, que as empresas precisam repensar as formas de trabalho de seus empregados – afinal, já são 32% que querem repensar os cinco dias de semana dedicados ao trabalho.

Apesar do cenário de vulnerabilidade econômica – e, por óbvio, em várias outras áreas da vida humana –, o trabalhador quer ser o gestor de sua própria carreira profissional.

Podemos inferir também que este empregado que deseja mudar de emprego, almeja uma função mais significativa, não quer trabalhar a semana toda dentro de um escritório e questiona os cinco dias da jornada semanal, certamente é aquele que gera valor para a organização, tem consciência disso e é cobiçado no mercado.

Sendo assim, é essencial que as organizações não apenas repensem, mas se antecipem na proposição de novos modelos de trabalho não apenas flexíveis, mas estratégicos para gerar valor também para a carreira e vida pessoal deste empregado. Afinal, o que é uma função significativa? Certamente algo relevante, expressivo, de valor.

Podemos dizer que o futuro – que já é presente – dos negócios terá um desenho bem diferente ou quase uma ruptura com o que temos hoje.

Dimas Facioli é consultor de RH e diretor da Facioli Consultoria
http://www.facioli.com

Estudo: http://bit.ly/estudoKaspersky

Editorias: Economia  Negócios  Recursos Humanos  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Texto & Cia Comunicação  
Contato: Daniela Antunes e Blanche Amancio  
Telefone: 16-39162840-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter: http://twitter.com/https://twitter.com/textocia
Facebook: https://www.facebook.com/TextoComunicacao
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.