E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Kryptus lança programa para conformidade com novo protocolo de segurança do SPB 3.0
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

A partir de 2 de outubro passa a vigorar o novo protocolo de segurança do Sistema de Pagamento Brasileiro (SPB), conhecido também como SPB versão 3.0, que estabelece novos algoritmos criptográficos que passarão a ser obrigatórios, conforme determinação do Banco Central (BC). O objetivo das mudanças é aumentar ainda mais o nível de segurança das transações financeiras.

Ciente dos desafios que as instituições financeiras terão pela frente para se adequarem ao novo protocolo, a Kryptus, empresa brasileira especializada em segurança cibernética e criptografia para aplicações militares, governamentais e empresariais, anuncia o lançamento de um programa para atender às empresas que necessitam operar em conformidade com normas do BC.

“Trata-se de um programa que inclui consultoria para sistematização de procedimentos de proteção e a segurança dos dados de clientes e usuários, bem como a oferta de um módulo criptográfico de hardware (HSM), o kNET, primeiro HSM nacional com certificação FIPS 140-2 Level 3, que garante a segurança de chaves criptográficas”, explica um dos Sales Manager da Kryptus, Willian Oliveira.

Segundo ele, o HSM da Kryptus atende também aos requisitos de segurança estabelecidos pelas normativas definidas pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST, em inglês), dos Estados Unidos, considerada a certificação que define os padrões internacionais para módulos criptográficos. O dispositivo possui ainda a certificação da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), estando habilitado ao processamento de transações de acordo com o Padrão de Segurança de Dados da Indústria de Cartões de Pagamento (PCI, em inglês) e do Banco Central.

O SPB interliga os sistemas e os procedimentos relacionados com o processamento e a liquidação de operações de transferência de fundos, de operações com moeda estrangeira ou com ativos financeiros e valores mobiliários, chamados coletivamente de entidades operadoras de Infraestruturas do Mercado Financeiro (IMF). Além das IMF, os arranjos e as instituições de pagamento também integram o SPB.

Editorias: Ciência e Tecnologia  
Tipo: Artigo  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Pimenta Comunicação  
Contato: Alex Nicolau  
Telefone: 011-2858-9192-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.