Estudo da IBM: COVID-19 impactou 9 em 10 pontos de vista dos consumidores sobre sustentabilidade

66% dos brasileiros pesquisados estão dispostos a mudar seu comportamento de compra para ajudar a reduzir o impacto negativo no meio ambiente
São Paulo, 22 de abril de 2021 - A pandemia do COVID-19 elevou o foco dos consumidores na sustentabilidade e a disposição de pagar do próprio bolso - ou até mesmo receber um salário menor - por um futuro sustentável, de acordo com um novo estudo do IBM Institute for Business Value, com mais de 14.000 consumidores em nove países, incluindo o Brasil.
Nove em cada 10 consumidores pesquisados relataram que a pandemia afetou seus pontos de vista sobre a sustentabilidade ambiental, mais do que qualquer outro impacto citado, como incêndios florestais, desastres devido a eventos climáticos e cobertura de notícias sobre o assunto.
A pesquisa também revelou diferenças na opinião do consumidor entre as geografias, com os americanos pesquisados relatando a menor preocupação com a sustentabilidade em muitos tópicos. Apenas 51% dos consumidores americanos disseram que lidar com as mudanças climáticas era muito ou extremamente importante para eles - 18 pontos percentuais abaixo da média.
"Os consumidores estão cada vez mais preocupados e vocais sobre a sustentabilidade e as empresas precisam mostrar, não apenas contar, seu compromisso com este tema para manter ou ganhar credibilidade, mas para contribuir para um futuro mais sustentável", diz Tonny Martins, Gerente Geral IBM América Latina "Hoje, menos da metade dos consumidores confia nas declarações das empresas sobre a sustentabilidade ambiental. É nosso papel como líderes colaborar para mudar esses números, aplicando tecnologias inovadoras como IA e blockchain para aproveitar os dados e alavancar juntas empresas mais sustentáveis, sociedades e países".
De acordo com a pesquisa, muitos consumidores estão cada vez mais dispostos a mudar a forma como fazem compras, viajam, escolhem um empregador e até mesmo onde fazem investimentos pessoais devido a fatores de sustentabilidade ambiental.
Os funcionários estão dispostos a aceitar um salário mais baixo para trabalhar em uma empresa que se preocupa com a sustentabilidade
De acordo com a pesquisa, 71% dos funcionários e candidatos a emprego entrevistados dizem que as empresas ambientalmente sustentáveis são empregadores mais atraentes. Além disso, mais de dois terços de toda a força de trabalho potencial* têm maior probabilidade de se candidatar e aceitar empregos em organizações ambientalmente e socialmente responsáveis - e quase metade aceitaria um salário mais baixo para trabalhar nessas organizações.
Ao mesmo tempo, menos da metade dos consumidores pesquisados (48%) confia nos compromissos corporativos com a sustentabilidade, com 64% dos entrevistados esperando um maior escrutínio público no próximo ano.
Quase metade (48%) de todos os investidores pessoais pesquisados já leva a sustentabilidade ambiental em consideração em suas carteiras de investimento e um quinto (21%) afirma que provavelmente o fará no futuro.
59% dos investidores pessoais entrevistados esperam comprar ou vender participações no próximo ano com base em fatores de sustentabilidade ambiental.
Metade de todos os consumidores pesquisados concorda que a exposição de uma empresa às mudanças climáticas impacta o risco financeiro dos investidores. Os entrevistados no Brasil refletem o perfil médio geral - o país está em 4º lugar na classificação por nível de concordância. Os entrevistados na Índia e na China relataram, de longe, os níveis mais altos de associação de risco climático com risco financeiro, enquanto Alemanha, EUA, Reino Unido e Canadá são os mais dominados pela incerteza.
Compradores e viajantes pagarão mais pela sustentabilidade ambiental
Apesar do impacto financeiro da pandemia COVID-19 em muitas pessoas, 54% dos consumidores pesquisados estão dispostos a pagar mais por marcas que são sustentáveis e / ou ambientalmente responsáveis.
Além disso, 55% dos consumidores pesquisados relataram que a sustentabilidade é muito ou extremamente importante para eles ao escolher uma marca - 22% a mais do que os consumidores pesquisados antes da pandemia. Um pouco mais de seis em cada dez consumidores pesquisados disseram que estão dispostos a mudar seu comportamento de compra para ajudar a reduzir o impacto negativo no meio ambiente. Os consumidores pesquisados na Índia (78%) e na China (70%) são os mais dispostos. Os consumidores pesquisados em países da América Latina, México (69%) e Brasil (66%), também relataram alto grau de disposição para mudar seu comportamento de compra para ajudar a reduzir o impacto negativo no meio ambiente.
Com relação às viagens, quase um em cada três entrevistados acredita fortemente que seus hábitos pessoais de viagem contribuem para a mudança climática. 80 % dos consumidores pesquisados globalmente relataram que estão ativamente procurando viajar por meios de transporte mais ecológicos, pelo menos um pouco. Na América Latina, 88% dos entrevistados no México e 82% no Brasil disseram o mesmo.
Metodologia
O IBM Institute for Business Value pesquisou mais de 14.000 adultos globalmente de nove países (Estados Unidos, Índia, Reino Unido, Canadá, Alemanha, México, Espanha, Brasil e China) durante março de 2021 para entender melhor as visões e perspectivas dos consumidores sobre a sustentabilidade ambiental.
* Força de trabalho em potencial total refere-se aos respondentes da pesquisa que estão empregados em tempo integral ou meio-período, desempregados, mas atualmente procurando emprego, ou um estudante ou aprendiz em tempo integral.
Sobre o IBM Institute for Business Value
O IBM Institute for Business Value (IBV) oferece insights de negócios confiáveis a partir de nossa posição na interseção de tecnologia e negócios, combinando experiência de pensadores do setor, acadêmicos líderes e especialistas no assunto com dados globais de pesquisa e desempenho. O portfólio de liderança de pensamento do IBV inclui pesquisas profundas, benchmarking e comparações de desempenho e visualizações de dados que apóiam a tomada de decisões de negócios em todas as regiões, setores e tecnologias. Siga @IBMIBV no Twitter e para receber os insights mais recentes por e-mail, visite: www.ibm.com/ibv.
Comunicação IBM
Ana Paula Gonçalves
E-mail: apgon@br.ibm.com

Assessoria de imprensa IBM
Weber Shandwick
E-mail: ibmbrasil@webershandwick.com

Anexos

Infográfico.jpg

Editorias: Ciência e Tecnologia  Ecologia e Meio ambiente  Informática  Sociedade  Terceiro Setor  
Tipo: Pauta  Data Publicação: 22/04/21
Tags:
Informações para contato
Empresa: Ellen Martins  
Contato: Ellen Martind  
Telefone: --

E-mail: emartins@webershandwick.com
Skype:
MSN: