E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Como é o cardápio dos atletas de alta performance
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

Além das práticas esportivas, as olimpíadas de Tokyo, no Japão, vem despertando a curiosidade sobre a preparação física dos desportistas, principalmente quando se trata de alimentação, uma das partes mais importantes da preparação para um bom desempenho do atleta.
“A grande diferença na alimentação de um atleta de alta performance para uma pessoa comum é a adequação do padrão alimentar ao exercício físico proposto. Para isso, é necessário ajustar a quantidade, a qualidade, os horários para ingestão dos alimentos pré, durante e após o exercício físico, entendendo periodização de treinos para otimizar estratégias alimentares para cada fase: pré-temporada, temporada, durante competições e período de férias”, explica Alexandre Andreani Paes Leme Giffoni, nutrólogo do Hospital IGESP.
Segundo o especialista, em relação aos alimentos ingeridos pelos atletas olímpicos x uma pessoa com hábitos saudáveis, a regra é basicamente a mesma: devem ser ricos em vitaminas, minerais, composição adequada em relação a carboidratos, proteínas, gorduras e fibras. “Para ter um alto desempenho, é necessário evitar refeições que podem piorar o rendimento por ganho de peso, falta de qualidade alimentar como: fast food, bebidas alcoólicas, alimentos ultra processados e refinados. O consumo abusivo desses ingredientes pode acarretar ganho de peso e perda de performance”, alerta.
A alimentação de um esportista pode até ajudar uma pessoa normal a emagrecer, mas é preciso estar sempre atento à quantidade ingerida, pois o gasto energético total de um atleta pode ser até seis vezes maior que o gasto de uma pessoa comum sedentária. “Um ciclista pode ter um dispêndio energético de mais ou menos 9000 kcal em um só dia, e as recomendações dietéticas em que encontramos nos rótulos dos alimentos estão baseadas em 2000kcal/dia. Isso significa que podemos comer as mesmas refeições em termos de qualidade, mas em quantidade provavelmente não, pois ganharíamos muito peso”, orienta o Dr. Alexandre.
Alimentação de atleta pode auxiliar na prevenção de doenças
Entre as dicas de alimentação para atletas que podemos incluir no nosso dia a dia estão fontes saudáveis ​​de gordura como: nozes, castanhas, óleos de abacate e coco, além de proteínas, que desempenham um papel fundamental no reparo e crescimento muscular como: carnes magras, ovos, laticínios como iogurte, leite, queijo cottage e legumes. Outra instrução é a combinação de carboidratos e proteínas, essa mistura auxilia na reposição dos músculos com energia na forma de glicogênio e usa proteína para repará-los. “Se alimentar com a mesma qualidade dos atletas pode ser um bom negócio na prevenção de doenças crônicas como obesidade, diabetes, hipertensão e outras patologias de caráter preventivo com mudanças de hábitos alimentares e estilo de vida”. É importante sempre consultar um especialista.

Editorias: Esportes  Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Image360  
Contato: Leilane  
Telefone: --

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.