E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Dia internacional da segurança da informação: o que as empresas devem melhorar para garantir a segurança das informações?
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

A Check Point® Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), fornecedor global líder em soluções de cibersegurança, une-se à comemoração em 30 de novembro do Dia Internacional da Segurança da Informação, data que lembra o primeiro caso de malware de propagação de rede registrado em 1988. Mais de três décadas depois, a segurança dos dados continua sendo uma das principais preocupações das organizações, e a Check Point aponta as principais áreas de melhoria para ter estratégias ideais de proteção de dados.

Nos últimos anos, a Check Point acompanhou e observou mudanças significativas na proteção de dados, especialmente com a chegada do Regulamento Geral de Proteção de Dados (a GDPR na Europa) em maio de 2018 e a Lei Geral de Proteção de Dados (a LGPD no Brasil com data para vigorar em agosto de 2020). A partir daí, a empresa ressalta ser essencial conscientizar as organizações sobre a importância de ter estratégias robustas e confiáveis de cibersegurança que lhes permitam enfrentar ameaças cada vez mais avançadas.

O Check Point identifica quatro pontos principais nos quais recomenda às empresas se basearem para uma estratégia de segurança ideal a fim de garantir a segurança das informações:

1. Treinamento de funcionários: é essencial impedir a entrada de malware ou ransomware, um tipo de ameaça cibernética que afeta uma em cada três empresas em todo o mundo. Por esse motivo, é essencial promover o treinamento dos funcionários para que possam identificar e combater esses ataques e evitar consequências, como ter dispositivos ou arquivos bloqueados ou roubo de dados confidenciais. As equipes de trabalho devem ter noções básicas de cibersegurança, uma vez que são uma parte crucial da estratégia: elas são a primeira barreira de proteção da empresa contra ataques cibernéticos.
2. Segurança na nuvem: estamos participando de um processo de “cloudificação“, tanto privada quanto pública. De acordo com pesquisas da Check Point, alguns dos principais problemas enfrentados pelas organizações são o fato de as ferramentas de segurança tradicionais quase não oferecerem segurança nesse tipo de ambiente para garantir a proteção das informações. E é necessário adotar uma nova abordagem baseada em políticas de segurança coerentes e na adoção de soluções de segurança específicas para a nuvem.
3. Proteção de dispositivos móveis: malware móvel, software malicioso projetado especificamente para afetar esses tipos de dispositivos, é uma das ameaças que mais crescem e impactam as empresas. É importante ativar controles ou instalar uma solução de segurança que garanta a proteção do dispositivo contra qualquer ataque. A Check Point possui o SandBlast Mobile, uma solução que protege dispositivos de aplicativos infectados ou de alto risco, ataques do tipo Man-in-the-Middle via Wi-Fi, explorações de sistema operacional e links maliciosos em mensagens SMS.
4. Mudança de abordagem: até agora, a tendência predominante nas empresas era adotar uma abordagem reativa, ou seja, as medidas necessárias foram tomadas para proteger contra ataques cibernéticos e vulnerabilidades, uma vez que já haviam ocorrido. Na Check Point, os especialistas alertam para a necessidade de apostar em um modelo proativo baseado na prevenção e que permita adotar as medidas necessárias para se proteger contra qualquer tipo de ciberataque, por mais avançado que seja, antes de afetar a empresa.

Além disso, os especialistas destacam o papel fundamental que as soluções de segurança desempenham na garantia da proteção das organizações e, portanto, dos dados com os quais trabalham. Também é importante que esses produtos se adaptem às necessidades de mudança das empresas, especialmente considerando que a segurança deve evoluir enquanto a empresa cresce. A escalabilidade é, portanto, um conceito fundamental nas estratégias modernas de cibersegurança. Enquanto isso, a Check Point aplica essa máxima em sua plataforma Infinity, a arquitetura avançada de cibersegurança totalmente consolidada que protege todas as áreas dos departamentos de TI modernos, incluindo rede, terminais, nuvem e dispositivos móveis.

Editorias: Ciência e Tecnologia  Informática  Internet  Negócios  Telecomunicações  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Juliana Vercelli  
Contato: Juliana Vercelli  
Telefone: 11-4152-1862-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Eventos
São Paulo
06/12/2019

Marcelle Motta mescla samba e MPB em show no Sesc Belenzinho
São Paulo
07/12/2019

Management 3.0
São Paulo
13/12/2019

Cortejo aos Invisíveis
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.