E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Movimento busca valorização da mulher no mercado de trabalho na prática
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Movimento busca valorização da mulher no mercado de trabalho na prática
...

Você conhece o Movimento UMA? Ele foi criado para unir e compartilhar iniciativas em prol das causas da mulher e, dar espaço para o desenvolvimento de ações conjuntas. Campo fértil para Marilda Morschel, Sócia fundadora da RH NOSSA, participar com sua experiência.

A RH NOSSA é um exemplo de empresa tradicional com forte presença feminina. Do total de colaboradores, 64% são mulheres com 43% delas ocupando cargos de chefia.

Marilda Morschel sempre colocou atenção em trabalhar com pessoas e para as pessoas, sem distinção de gênero. “Desde o início da empresa essa atitude acontece naturalmente, não com a premissa de unicamente empoderar mulheres, mas sim um olhar para o aspecto pessoal e profissional, buscando compor nossa equipe com talentos identificados entre homens e mulheres”.

Movimento UMA e o universo da carreira feminina
Baseado nos sete princípios do Empoderamento Feminino da ONU Mulheres, o Movimento UMA foi desenhado para atender alguns eixos estruturais sensíveis às mulheres - e um deles é a carreira. A RH NOSSA, tem como negócio conectar pessoas e organizações, e isso envolve várias ações, desde o atendimento inicial de candidatos até a contratação final da empresa cliente:

“Procuro estimular e desenvolver as pessoas com as quais trabalho, incentivando para a busca de suas conquistas e o planejamento de sua carreira, independente de sua classe social ou gênero. Quando me deparo, em especial, com mulheres que tiveram pouco acesso à educação formal ou menores oportunidades de trabalho, é muito gratificante acompanhá-las em suas conquistas pessoais, como resultado da elevação da autoestima e crença em seus próprio potencial”.

Marilda, que também participa do MEX-PR, Mulheres Executivas do Paraná, entende que sua participação em um grupo tão seleto como a UMA, colabora para nortear ações:

“É um grupo com várias possibilidades de troca de experiência com outras executivas e também muitas inquietações. É bom fazer a minha parte para construir um mundo melhor e retribuir o que recebi da vida.”

O papel da empresas
Com relação às organizações e o empoderamento feminino especificamente, Marilda entende que o ideal é, práticas efetivas voltadas à equidade de gênero, que nos negócios, homens e mulheres possam ser tratados de forma justa, sem discriminação.

Maternidade, um dos pontos focais
Um aspecto sensível lembrado por Marilda é a questão da maternidade versus profissão. Para a executiva, todas as organizações devem ter certa flexibilidade ao tratar dessa questão, quando a mulher opta por ter filhos e continuar trabalhando:

“Sabe-se que metade das mulheres deixam o emprego após o nascimento do primeiro filho, o que tende a colocá-las em situação de dependência econômica do marido. Não podemos mais pensar e agir como se suas competências profissionais possam ser diminuídas pelo fato de ser mãe”.

Na visão de Marilda, a plenitude como profissional é alcançada quando a mulher vislumbra um propósito naquilo que faz e - aqui sim - com certa diferenciação entre o sexo masculino. A mulher precisa fazer parte de algo maior, trabalhar e sentir-se produtiva, competente, participativa e realizada emocional, profissional e pessoalmente.

Editorias: Economia  Feminina  Negócios  Serviços  Recursos Humanos  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Aroldo Antonio Glomb Junior  
Contato: Aroldo Glomb  
Telefone: 41-30147662-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.