E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   
Notícias de eventos culturais, lançamentos etc.



Pesquisa




‘ODS são responsabilidade de todos’, diz representante das Nações Unidas
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
‘ODS são responsabilidade de todos’, diz representante das Nações Unidas
...

Para Niky Fabiancic, coordenador residente do Sistema das Nações Unidas no Brasil, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável devem ser tratados por governos, setor produtivo e sociedade civil

Ribeirão Preto (SP), 11 de junho de 2019 – Em 2000, a ONU (Organização das Nações Unidas) pactuou os Objetivos do Milênio, visando o comprometimento dos chefes de nação e traçou uma estratégia para todo o planeta. Na versão apresentada em 2015, com a criação dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), a entidade buscou envolver as pessoas e os municípios, criando a necessidade de maior difusão dos objetivos, de forma que todos possam saber o que é possível se fazer para que o pacto resulte no cumprimento da agenda até 2030. E tais ações não devem se resumir apenas ao poder público. Todos devem agir. “Esta é uma agenda transformadora, que deve ser implementada por países desenvolvidos e em desenvolvimento. Não se trata de um objetivo da ONU, mas de todos os seus países membros, por meio de seus diversos níveis de governo, do setor produtivo de iniciativa privada e da sociedade civil”, avalia Niky Fabiancic, coordenador residente do Sistema das Nações Unidas no Brasil. Ele participou nesta segunda-feira (10) de uma conferência no Theatro Pedro II, dentro da programação da 19ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, que tem os ODS como tema: “Entre uma história e outra, uma nova história. Um mundo melhor para todos. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.

Com mediação do doutor em Ciência Política, Henrique Sartori, a conferência teve, ainda, a participação de Carlo Pereira, diretor executivo da Rede Brasil no Pacto Global da ONU, e de Samanta Duarte Nogueira, primeira-dama do município. Samanta afirmou que os ODS são meta da administração municipal desde o início do governo, em 2017, mediante ações conjuntas. “Trata-se de uma visão integrada que passa por todas as secretarias, para internalizar o Pacto Global e, assim, alcançar os objetivos”, disse. Depois de apresentar exemplos de como as ações são desenvolvidas por parte da prefeitura, especialmente nas áreas de erradicação da pobreza, combate à fome e geração de emprego e renda – todos temas contemplados pelos ODS – Samanta refletiu: “É preciso que toda a sociedade se pergunte sobre qual parcela de responsabilidade lhe cabe nos mais variados problemas públicos”.

Para Carlo Pereira, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável devem ser tratados sempre de forma interligada, indivisível e integrada. Ele deu um exemplo de como trabalhar um dos 17 objetivos pode impactar nos demais. “Quando se trata a questão do saneamento básico, a criança fica menos doente, assim não falta na escola, os pais podem ir trabalhar e não falta renda. Assim, se cria um ciclo virtuoso”. Ainda dentro do tema saneamento, Carlo lembrou que hoje, no Brasil, 35 milhões de pessoas não têm acesso à água de qualidade. “O lema do pacto é não deixar ninguém para trás. Então todos nós temos que atuar de maneira coletiva para atender às necessidades das mais variadas parcelas da população”, pontuou.

Mesmo sendo uma iniciativa global, o cumprimento da agenda em favor dos ODS ocorre de forma local em cada um dos 193 países signatários do documento. “A ONU acompanha as implementações das ações, de acordo com as particularidades e necessidades específicas de cada nação”, disse Niky Fabiancic.

Conheça os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável:
Objetivo 1: Erradicação da pobreza
Objetivo 2: Fome zero e agricultura sustentável
Objetivo 3: Saúde e bem estar
Objetivo 4: Educação de qualidade
Objetivo 5: Igualdade de gênero
Objetivo 6: Água potável e saneamento
Objetivo 7: Energia limpa e acessível
Objetivo 8: Trabalho descente e crescimento econômico
Objetivo 9: Indústria, inovação e infraestrutura
Objetivo 10: Redução das desigualdades
Objetivo 11: Cidade e comunidade sustentáveis
Objetivo 12: Consumo e produção responsáveis
Objetivo 13: Ação contra a mudança global no clima
Objetivo 14: Vida na água
Objetivo 15: Vida terrestre
Objetivo 16: Paz, justiça e instituições eficazes
Objetivo 17: Parcerias e meios de implementação

19ª Feira Nacional do Livro
A 19ª Feira Nacional do Livro acontece entre os dias 9 a 16 de junho de 2019, em Ribeirão Preto (SP). Trata-se de um dos maiores encontros culturais do País e neste ano traz o tema “Entre Uma História e Outra, Uma Nova História – Um Mundo Melhor para Todos. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” que embasa a tônica de todos salões de ideias, conferências, palestras, mesas-redondas, oficinas, exposição de filmes, shows, espetáculos infantis, performances, contações de histórias, entre outras atividades. São planejadas mais de 330 atrações culturais totalmente gratuitas com nomes referências nas esferas literária, educacional e cultural. A programação completa pode ser acessada no site da Fundação:

https://fundacaodolivroeleiturarp.files.wordpress.com/2019/05/19_fnlrp_revista_final.pdf .

Homenageados
Como em todos os anos, a Feira Nacional do Livro fará homenagem a um país – e o escolhido foi a Suécia. Quanto aos autores celebrados, o escritor principal é Ignácio de Loyola Brandão; o autor educação é Boaventura de Sousa Santos; a autora infantojuvenil é Heloisa Prieto; autor local, Gilberto Andrade de Abreu e a professora homenageada, Amini Boainain Hauy. O patrono desta edição é o empresário Luiz Octávio Junqueira Figueiredo.

Realização
O Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Prefeitura Municipal, Alta Mogiana, GasBrasiliano, Tanger e Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresentam a 19ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto com Patrocínio Ouro: Alta Mogiana - Açúcar, Etanol e Energia; GasBrasiliano e Tanger. Patrocínio Prata: Ambient, Centro Universitário Estácio de Ribeirão Preto, Passalacqua, Grupo São Francisco e Savegnago Supermercado. Patrocínio Bronze: Grupo Maubisa, Pedra Agroindustrial, RibeirãoShopping e Riberdoces. Patrocínio: ACIRP - Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto, Madeiranit e Grupo Via Brasil. Instituição Cultural Parceira: SESC - Serviço Social do Comércio. Parceria Cultural Fundação Dom Pedro II e Theatro Pedro II, Colorado John Deere, Imma Escola de Design, Santa Helena, Senac - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, Sesi – Serviço Social da Indústria, Grupo Thathi de Comunicação. Apoio Cultural: Consulado Geral da Suécia em São Paulo, Centro Universitário Barão de Mauá, Centro Universitário Moura Lacerda, Ecofalante, Superintendência de Gestão Ambiental, Heurys Tecnologia, IEA – Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, Shopping Iguatemi – Ribeirão Preto, Monreale Hotel Ribeirão Preto, NW3 Comunicação, Protécnica – Proteção Individual Técnica, Rodonaves, Usina São Martinho, Unaerp – Universidade de Ribeirão Preto, Verbo Nostro Comunicação Planejada, Sistema Clube de Comunicação, EPTV, Rádio CBN, Record TV e SBT. Apoio: Secretaria Municipal da Cultura, Secretaria Municipal da Educação, Secretaria Municipal de Turismo, Teatro Municipal de Ribeirão Preto, Centro Cultural Palace, Diretoria de Ensino Região de Ribeirão Preto, Câmara Municipal de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto - Convention & Visitors Bureau, Brasil Convention & Visitors Bureau, Fundação Educandário, Colégio Marista, Biblioteca Padre Euclides, OAB, Sincovarp - Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão Preto, Macboot, Grupo Utam, ALMA – Academia Livre de Música e Artes, IPCCIC – Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, Instituto Ribeirão 2030, Recicla Bytes, Tonin Superatacado, Coderp, Daerp, Transerp, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar. Realização Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, Prefeitura Municipal, Governo do Estado de São Paulo - Secretaria da Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Brasil – Governo Federal.

Sobre a Fundação
A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade, hoje considerada a segunda maior Feira a céu aberto do país. Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividades permanente durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.

Atendimento à Imprensa
Verbo Nostro Comunicação Planejada – (16) 3632-6202 / 3610-8659
Jornalistas responsáveis:
Luciana Grili (16) 99152 2707 - luciana@verbo.jor.br
Andrea Berzotti (16) 99138 6185 - andrea@verbo.jor.br
Valter Jossi Wagner (16) 99152 2700 - valter@verbo.jor.br
Colaboração:
Juliana Castro - pauta@verbo.jor.br
Gabriel Todaro e Angelo Davanço - redação@verbo.jor.br

Editorias: Cultura e Lazer  Educação  Sociedade  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Contato: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Telefone: 16-36108659-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.